A sua palavra tem que valer alguma coisa | Podcast 51

a sua palavra tem que valer alguma coisa
A sua palavra tem que valer alguma coisa | Podcast 51

A sua palavra tem que valer alguma coisa, ou você acha que não?

No mundo de hoje, muita gente tem pagado caro pelas coisas que tem dito.

Seja verbalmente, ou por meio escrito, a nossa fala hoje tem necessitado de uma grande e pormenorizada reflexão.

Entretanto, as pessoas sempre foram julgadas por aquilo que disseram, fossem muitas ou poucas palavras.

Você sabe que não precisa falar muito para ser cruelmente punido por suas palavras!

Chamar alguém de gordo, feio, magrelo, entre outras, coisas pode deixar feridas que possivelmente serão incuráveis.

O certo é que por mais que pensemos que as pessoas não se importem com o que vamos dizer, sempre teremos que responder por tudo o que dizemos.

Sabe, A sua palavra tem que valer alguma coisa, mas alguma coisa entendeu?

Algumas vezes nos esquecemos que temos que honrar nossos compromissos firmados com alguém.

Via de regra, encontramos em nossa caminhada pessoas que se deixaram levar pelo calor da emoção, ou por sentirem que viram algo que lhes seria positivo, mas que no final não conseguiram se firmar no que realmente tinham prometido.

Há uma complexidade no que se refere a cumprir nossos compromissos, pois neles estão firmados principalmente os pilares de nosso caráter.

Cumprir uma promessa feita a alguém é mais do que fazer algo com que se tenha comprometido. É fazer com que alguém tenha a certeza de que ainda existem pessoas que se preocupam com ela!

O valor que damos em nossas palavras mostra a todos o quanto respeitamos cada um que nos cerca. Possivelmente teremos pessoas que não confiam em mais ninguém, ou talvez você já seja uma pessoa que já não acredita em mais nada.

Entretanto, em toda a história da humanidade, uma pessoa que consegue cumprir os compromissos firmados por ele, através de sua palavra, um aperto de mãos, ou um contrato assinado torna-se alguém de muito prestígio e extremo valor.

Mas lembre-se: o valor de sua palavra pode te salvar, ou te condenar para sempre.

O que muita gente não leva em consideração é o fator que ser uma pessoa de palavra pode ser na maioria das vezes a coisas mais prejudicial que exista.

Não é à toa que pessoas quebrem as suas promessas.

Alguns podem alegar que seja por causa do calor do momento, outros vão afirmar que não pensaram direito e ainda há aqueles que vão jurar de pé junto que não sabiam o que estavam realmente fazendo.

Mas a verdade é que independente do argumento que utilizem, até pessoas que estão plenamente conscientes do que se está acontecendo conseguem não cumprir com sua palavra.

Isto porque depois que nos comprometemos com alguém, costumeiramente aparecem as correntes que nos prendem a nossos compromissos.

E a verdade é que ninguém quer ficar acorrentado a nada, não é mesmo.

Antigamente, quando alguém seria liberado de qualquer compromisso feito com outra pessoa ele tinha que receber uma absolvição de tudo o que tinha se comprometido.

Era algo parecido com: “eu te absolvo de todo teu compromisso assumido comigo”.

Pode parecer uma coisa simples, mas uma frase dessas para alguém que está preso pela consciência de ter que cumprir aquele compromisso firmado é mais valioso do que qualquer dinheiro no mundo.

A verdade é que quando estamos presos ao compromisso de nossa palavra e temos em nossa mente que isto é o que nos diferencia dos demais, por não fazermos o que desprezamos, somos voltados a sempre nos arrepender daquilo que nos comprometemos.

Daí você pode argumentar:

– É melhor então não fazer compromissos?

– Seria o caso de não firmamos alianças com ninguém?

Ou apelar e dizer:

– Talvez então seja melhor mesmo é ficar calado!

Ainda assim, nenhuma dessas opções seria a melhor escolha.

O que quero dizer é que, mesmo que seja prejudicial a você o compromisso firmado, você tem a obrigação de cumpri-lo, pois é a sua palavra.

E SIM, tem que deixar de lado essa mania de querer cumprir apenas o que é mais fácil, ou então o que dá mais IBOPE, ou aquilo que mais te agrada!

Também, Deus não vai fazer com que os outros mudem de ideia a seu respeito e te liberem da sua palavra simplesmente porque você achou depois que seria um mal negócio.

Se Ele fizer isto, é porque existe um sentido bem maior e é um milagre muito melhor do que te livrar de uma suposta má decisão que você tomou.

Nenhum milagre é para o seu bel prazer, mas todos são para glória de Deus!

Mas, Deus sabe muito bem que nós não temos a plena consciência de tudo o que fazemos e que por muitas vezes vamos fazer péssimas escolhas e consequentemente, péssimos acordos.

Mas o mesmo Deus nos capacita e fortalece para que cumpramos com nossos compromissos (com nossa palavra) e que suportemos firmemente as consequências, sejam elas boas ou más, de nossos acordos.

Por que o que Jesus dizia tinha valor?

Ao chegarmos aqui, quero lhe lembrar que Deus zela por sua palavra para que se cumpra, como diz no livro do profeta Jeremias, capítulo 1, versículo 2.

E isto nos faz pensar o quanto Deus tem suportado para que a Palavra dele seja honrada.

No Evangelho de Lucas, no capítulo 22 vemos os acontecimentos anteriores a crucificação de Jesus. O capítulo vai desde a preparação da páscoa, passa pela instituição da Santa Ceia, a prisão no monte das oliveiras e termina no interrogatório feito no Sinédrio.              

O mais incrível disto tudo é que, por Jesus ser mesmo Deus ele passou por isto tudo para que se cumprisse a sua palavra, com diz o versículo 37:

Porquanto vos digo que importa que se cumpra em mim isto que está escrito: E com os malfeitores foi contado. Pois o que me diz respeito tem seu cumprimento. (Lc 22.37)

Nisto compreendemos que não podemos ser infiéis e “quebradores” de promessas.

Assumir a responsabilidade de cumprir o que nos comprometemos a fazer não nos tornará melhores do que os outros, mas seremos verdadeiros.

E é isto que traz firmeza para o que falamos e nos coloca em evidência diante dos nossos pares.

A verdade nos garante a capacidade de sermos reconhecidos pelo que somos e fazemos, sem fazermos o mínimo de esforço para que isto apareça.

Não se engane, ninguém que se autodenomine verdadeiro ou de confiança consegue prosperar no que faz.

Ao passo que quando se anda na verdade, tudo ao seu redor inspira e expira a verdade.

Afinal, a sua palavra só vai valer alguma coisa, se ela realmente for firmada na verdade e ela só é firmada na verdade se você agir de forma verdadeira

Pr Miquéias Tiago

Acesse nossa página no Facebook e adquira meus E-book’s na minha Loja Virtual

 Edição e Mixagem: SIDME - Divisão Editorial 
 Fundo Musical - Don't Close Your Eyes - INSTRUMENTAL - Album: The Simple Life - Instrumental - Ano: 2008 -  by Josh Woodward. Free download: http://joshwoodward.com/     

c8303169198c00448a49a9e44db536fc?s=96&d=mm&r=g - A sua palavra tem que valer alguma coisa | Podcast   51

Pr Miquéias Tiago

O Pr Miqueias Tiago é teólogo, poimênico, psicopedagogo, escritor, blogueiro, Youtuber, professor de teologia, coach em desenvolvimento eclesiástico, empresarial e humano. Esposo, pai e pastor.

Deixe uma resposta