D O E M! E que seja por misericórdia.

DOEM

O que nos aguarda agora?Doem! E que seja por misericórdia.

Não me venha dizer que estou sendo dramático, ou que talvez passara dos limites no título deste post.

Mas devido a tudo o que tem ocorrido nesta pandemia, não vejo outra opção em clamar pela sua misericórdia.

No dia que escrevo este post, estamos há quase dois meses de quarentena. Algo que o mundo inteiro sabe e não se cansa de ouvir.

São inúmeras as informações que recebemos, cada uma de um ponto de vista muito diferente do outro.

Não sei se seria radical o que vou relatar aqui, mas creio que neste momento, aqueles que são acostumados a fazer o bem social nunca passaram por tanta escassez em suas vidas.

Ultimamente não conseguimos arrecadar mais do que uma cesta básica.

Falar isto não é ser ingrato com quem ainda tem contribuído, mas o certo é que o medo tem imperado em nosso meio.

Toda esta dificuldade é agravada simplesmente pelo medo!

Noutro dia falei de sua pequenez no Instagram (confira aqui neste línk) e mesmo sabendo disso ainda tem feito arruaças na vida de muita gente.

Entrementes nos perguntamos qual o propósito disso tudo. Até onde nossa fé será provada?

No que concerne a vontade de Deus, sabemos que ela é perfeita e que não nos cabe questionar, mas no que concerne a permanecer dentro dessa vontade vai de frente com tudo o que praticamos realmente.

É muito triste ver que famílias neste momento passam fome, não pela escassez de produtos, nem pelo fato de estarmos passando por uma grave crise econômica e pandêmica.

É tudo fruto de um medo irrestrito e irracional que as pessoas se esqueceram do incrível milagre que acontece na vida daquele que é um doador!

O que é doar?

Doar não é se desfazer do que não lhe serve mais, ou simplesmente passar para frente aquilo que não gosta, ou que “já deu o que tinha de dar”.

Conheço e sei de pessoas que compram coisas novas para doarem para pessoas necessitadas, outros que além de comprarem e retirarem do que lhes é seu, arregimentam outros para que façam o mesmo.

O doador não é um fraco, ou alguém que está caçando uma forma de se autopunir por algum tipo de culpa.

Todo doador tem uma força surreal que o faz entender que existe algo mais do que simplesmente acumular bens na terra e assim que der, se desfazer deles.

Quem fica acumulando suas coisas, pode perder seus reais valores, já aquele que sabe como é a vida do que se doa, também sabe quais são os seus reais valores.

Uma crise não pode ser mais forte do que a sua misericórdia

Ser doador, misericordioso, estar compadecido com os outros independe de como a situação geral se apresente.

Ninguém, mas absolutamente ninguém que se preste a ajudar a outrem olha para o que está acontecendo ao seu redor.

É um pouco de loucura, mas a verdade é que por mais que pensemos que olhamos antes de ajudar a alguém, de fato buscamos apenas resolver o problema.

Assim, vemos que neste período de pandemia, muito mudou. Realmente muita gente mudou!

Aqueles que tinham o costume de nos ajudar, simplesmente pararam, outros nem conseguimos alcançar.

Tudo porque algo que se chama medo de não haver amanhã tomou-lhes o entendimento.

E o mais interessante é que a crise somente chegou para aqueles que temem por ela. Não chegou para todo mundo não.

Eu sei que diante de tantas adversidade e lutas, talvez não seja tão fácil aceitar, mas as crises servem para nos “polir”

O caráter de alguém não pode ser medido apenas em tempos de bonança ou de tempestades. Ele é fruto da soma de todas ações e reações provenientes de todo um ciclo.

E neste período de quarentena, o que vemos são pessoas que se recuaram. Não estou falando dos que estão guardados em casa, mas do que se esconderam mesmo!

A finalidade de qualquer coisa na vida é nos ensinar a agir, mesmo que isto signifique tomar decisões erradas.

Mas o que dizer de quem deixou toda esta crise tomar conta de sua vida?

Quer saber minha sincera opinião?

Não precisamos dizer nada!

Aquele que se deixa vencer pelo adversário, não merece outra coisa senão a punição, pois o adversário é para ser combatido, confrontado e de acordo com nossas forças, vencido!

É verdade que ninguém pode ser punido por fazer o bem, como também ninguém pode exigir misericórdia por se acovardar.

O fato é que muitos têm se aproveitado deste momento para usufruir de suas fraquezas. O medo e a insegurança demonstraram uma facilitação para atos desprezíveis mórbidos, totalmente complacentes com aquele que quer se engrandecer pela falta, ou pelo erro.

O fato é que sim, estamos em uma crise, grave e incontestavelmente nunca sofrida por nenhum ser humano na face da Terra.

Mesmo assim não podemos nos deixar vencer pelas adversidades, problemas e situações vergonhosas.

Doe, mesmo que te doe, DOE.

Assim, vemos neste ponto que o chamado à ação da doação não se destina a todos, mas somente àqueles que entendem o que isso realmente significa.

Doar, por simplesmente doar, ou para dizer que está fazendo alguma coisa é o mesmo que não fazer nada, pois não se trata de um movimento único, ou que se atenha ao calor do momento.

É como aconteceu no desastre de Brumadinho, a barragem cedeu, centenas de mortos, uma catástrofe incalculável em todos os aspectos.

Mas uma explosão de solidariedade se mostrou e em menos de duas semanas já pediam para que as doações fossem interrompidas, pois havia água e comida mais que suficientes para os atingidos.

Naquele momento pensei que as pessoas haviam chegado ao máximo de doação que existia, mas notei que ao longo do tempo, aquela explosão, só foi uma explosão, pois a maior parte daqueles que doaram, pouco tempo depois sumiram.

E como ainda para muitos, aquilo tudo era muito novo, se esqueceram de ofertar o abraço, o carinho, o afeto e o respeito.

Para muitos, dos atingidos, sobrou preconceito e solidão.

O mesmo ocorre em nossos dias com todos os necessitados, que além de estarem passando por momentos difíceis e de escassez, ainda tem de lhe dar com o preconceito, solidão e descaso de muitos.

Por isto eu lhes peço:

DOEM! E que seja por misericórdia!

Deus te abençoe em nome de Jesus

Pr Miquéias Tiago

>>> Você pode nos ajudar com doações de roupas, agasalhos, cobertores e alimentos não perecíveis, entregando na: Rua Lídia, 235, Bairro Pirajá – BH/MG. <<<<

Siga nossas Redes Sociais: Facebook, Instagram, Linkedim, Twitter

Se você quiser nos ajudar financeiramente, clique nos links abaixo e faça sua doação!
DOE - R$ 20,00  
DOE - R$ 10,00  


c8303169198c00448a49a9e44db536fc?s=96&d=mm&r=g - D O E M! E que seja por misericórdia.

Pr Miquéias Tiago

O Pr Miqueias Tiago é teólogo, poimênico, psicopedagogo, escritor, blogueiro, Youtuber, professor de teologia, coach em desenvolvimento eclesiástico, empresarial e humano. Esposo, pai e pastor.

1 comentário em “D O E M! E que seja por misericórdia.”

  1. Pingback: Líder não chora

Deixe uma resposta